Paroquia Nossa Senhora Aparecida

Paroquia Nossa Senhora Aparecida

A acusação do Filho a uma certa alma que seria condenada na presença da esposa, e a resposta de Cristo ao demônio sobre por que permitiu a essa alma e permite que outros malfeitores toquem e tomem ou recebam seu próprio verdadeiro corpo.
Paróquia Nossa Senhora Aparecida

A acusação do Filho a uma certa alma que seria condenada na presença da esposa, e a resposta de Cristo ao demônio sobre por que permitiu a essa alma e permite que outros malfeitores toquem e tomem ou recebam seu próprio verdadeiro corpo.

Livro 2 - Capítulo 2
As Profecias e Revelações de Santa Brígida da Suécia


Deus apareceu irado, e disse: “Esta obra das minhas mãos, a quem destinei grande glória, me tem em muito desprezo. Esta alma, a quem ofereci todo o meu amoroso cuidado, me fez três coisas: Desviou seus olhos de mim e os voltou na direção do inimigo. Ela fixou sua vontade no mundo. Pôs sua confiança em si mesmo, porque ela era livre para pecar contra mim. Por esta razão, como não se preocupou em ter nenhuma consideração por mim, Eu executo minha justiça repentinamente sobre ela. Porque ela fixou sua vontade contra mim e pôs falsa confiança em si mesmo, Eu afasto dela o objeto de seu desejo.”

Então, um demônio gritou: “Juiz, esta alma é minha” O Juiz respondeu: “Que razões você traz contra ela?” Ele respondeu: “Minha acusação é a sua própria declaração de que ela lhe desprezou, seu Criador, e por isso sua alma tornou-se minha criada. Além disso, já que ela foi repentinamente levada, como ela poderia, repentinamente, agradar-lhe? Pois quando seu corpo era sadio e vivia no mundo, ela não lhe serviu com sincero coração, já que amava mais fervorosamente as coisas criadas, e nem mesmo suportou a doença pacientemente ou refletiu sobre as suas obras como deveria. No final, ele não esteve ardendo no fogo da caridade. Ela é minha, porque você a levou embora repentinamente.”

O Juiz respondeu: “Um fim repentino não condena uma alma, a menos que haja inconsistência em suas ações. Pela escolha de uma pessoa ela não é condenada para sempre sem deliberação cautelosa.” Então a Mãe de Deus veio e disse: “Meu Filho, se um criado preguiçoso tem um amigo que tem uma boa relação com seu mestre, seu amigo não deveria defendê-lo? Ele não deveria ser salvo, se pedisse por isso, pelo bem do outro?” O Juiz respondeu: “Cada ato de justiça deve ser acompanhado pela misericórdia e sabedoria – misericórdia para diminuir a severidade, sabedoria para garantir que a equidade seja mantida. Mas, se a transgressão for de tal tipo que não merece perdão, a sentença pode, ainda, ser mitigada em consideração da amizade sem infringir a justiça.” Então a Mãe disse: “Meu abençoado Filho, esta alma pensava em mim constantemente, e me mostrou reverencia, e varias vezes celebrava a grande solenidade em minha consideração, mesmo que fosse fria em relação a ti. Então, tenha piedade dela!”

O Filho respondeu: “Abençoada Mãe, tu conheces e vê todas as coisas em mim. Mesmo que esta alma a tivesse em sua mente, ela fazia isso mais em atenção à felicidade temporal do que à espiritual. Não tratou meu puríssimo corpo como deveria. Sua boca suja a afastou de desfrutar minha caridade. O amor mundano e a dissolução encobriram o sofrimento que tive para com ela. Sua morte foi acelerada quando considerou meu perdão como certo e quando não pensou em seu fim. Embora tenha me recebido continuamente, isto não a fez melhorar, pois ela não se preparou de forma adequada. Uma pessoa que deseja receber seu nobre Senhor e hóspede não deve apenas preparar o quarto, como também os utensílios. Este homem não fez assim, já que, embora tenha limpado a casa, não a varreu com cuidado reverente. Ele não espalhou pelo chão as flores de suas virtudes ou preencheu os utensílios de seus membros com abstinência. Então, tu vês muito bem que o que precisa ser feito para ele é o que ele merece”.

“Embora Eu possa ser invulnerável e além da compreensão possa estar em todos os lugares devido a minha divindade, minha alegria está naquele que é puro, mesmo se Eu, da mesma forma, entrar no bom e no condenado. O bom recebe meu corpo, que foi crucificado e subiu ao céu, e que foi prefigurado pelo maná e pela farinha da viúva. O mau também o faz, mas, enquanto para o bom isso leva a maior força e consolação, para o mau isso leva a uma condenação ainda mais justa, na medida em que ele, em sua indignidade, não tem medo de se aproximar de tão digno sacramento”.

O demônio respondeu: “Se ele se aproximou de ti indignamente e sua sentença foi mais severa por causa disso, por que permitiste que ele se aproximasse e te tocasse apesar de sua indignidade?” O Juiz respondeu: “Você não está perguntando isto com amor, já que não o tem, mas o meu poder o obriga a perguntar por causa de minha esposa que está escutando. Da mesma forma que, tanto o bom quanto o mau, tocam minha natureza humana para provar a realidade da mesma, assim, com minha paciente humildade, também o bom e o mau comem o meu corpo no altar – o bom para sua maior perfeição, o mau para que não possa acreditar que já esteja condenado e assim, tendo recebido meu corpo, ele possa ser convertido, desde que decida corrigir sua intenção. Que maior amor posso mostrar-lhes do que aquele em que Eu, o mais puro, entro até mesmo nos mais impuros vasos (posto que, assim como o raio do sol, não posso ser sujo)? Você e seus companheiros desprezam este amor, pois vocês se endureceram contra o amor”.

Então, a Mãe falou novamente: “Meu bom Filho, toda vez que ele se aproximou de ti ele te foi reverente, embora não como deveria ter sido. Ele também se arrepende de ter-te ofendido, embora não perfeitamente. Meu Filho, em minha intenção, considere isto em seu favor”. O Filho respondeu: “Como disse o profeta, Eu sou o verdadeiro sol, embora eu seja muito melhor que o sol. O raio do sol não penetra montanhas ou mentes, mas eu posso fazer ambos.

Uma montanha pode ficar no caminho do raio do sol e assim a luz do sol não alcançar a terra próxima, mas o que pode bloquear meu caminho exceto o pecado que impede esta alma de ser atingida por meu amor? Mesmo se uma parte da montanha for removida, a terra próxima ainda não receberia o calor do sol. E se eu entrasse em parte de uma mente pura, que consolo seria para mim se Eu pudesse sentir o mau cheiro vindo de outra parte? Portanto, uma pessoa deve livrar-se de tudo o que é sujo e então desta limpeza, resultará doce alegria”. Sua Mãe respondeu: “Seja feita sua vontade, com toda misericórdia!

EXPLICAÇÃO

Este foi um sacerdote que frequentemente recebia avisos relacionados a seu comportamento incontinente e não quis escutar a razão. Um dia, quando ele saiu ao campo para cuidar de seu cavalo, veio um trovão e um raio que o atingiu o matou. Seu corpo ficou ileso exceto por suas partes íntimas, que puderam ser vistas completamente queimadas. Então o Espírito de Deus disse: “Filha, aqueles que se envolvem em tais desprezíveis prazeres merecem sofrer em suas almas o que este homem sofreu em seu corpo”.

Clique aqui para ler mais.
As Profecias e Revelações de Santa Brígida da Suécia

Vídeos Grátis
www.Igreja-Catolica.com
DVDs, Artigos e Livros Gratis!
FREE DVDs & VIDEOS
WATCH & DOWNLOAD ALL OUR DVDs & VIDEOS FOR FREE!