Basilica de Nossa Senhora Aparecida

Basilica de Nossa Senhora Aparecida

Uma explicação completa da Virgem ao bispo sobre como ele deve exercer o cargo episcopal para dar glória a Deus e sobre a dupla recompensa por ter cumprido sua missão de Bispo de forma verdadeira e sobre a dupla desgraça por tê-la exercido de maneira falsa, e sobre como Jesus Cristo e todos os Santos saúdam um verdadeiro e correto bispo.
Basilica de Nossa Senhora Aparecida

Uma explicação completa da Virgem ao bispo sobre como ele deve exercer o cargo episcopal para dar glória a Deus e sobre a dupla recompensa por ter cumprido sua missão de Bispo de forma verdadeira e sobre a dupla desgraça por tê-la exercido de maneira falsa, e sobre como Jesus Cristo e todos os Santos saúdam um verdadeiro e correto bispo.

Livro 3 - Capítulo 3
As Profecias e Revelações de Santa Brígida da Suécia


A mãe de Deus estava falando: "Gostaria de explicar ao bispo que ele deve fazer por Deus e o que dará glória a Deus. Cada bispo deve guardar sua mitra cuidadosamente em seus braços. Ele não deve vendê-la por dinheiro nem cedê-la a outros por amor a amizades mundanas nem perdê-lo através de negligência e falta de ardor. A mitra do Bispo significa nada mais do que a hierarquia episcopal e o poder de ordenar sacerdotes, para preparar a crisma, para corrigir quem se desvie do caminho e encorajar os negligentes por seu exemplo. Segurar sua mitra cuidadosamente nos seus braços significa que ele deveria refletir cuidadosamente sobre como e por quê ele recebeu seu poder episcopal, como ele o exerce e quais são os seus efeitos e suas finalidades.

Se o bispo examinasse como ele recebeu o seu poder, ele primeiro deverá verificar se ele desejou o episcopado para seu próprio interesse ou de Deus. Se fosse seu próprio interesse, então seu desejo era sem dúvida carnal; se foi por amor a Deus, ou seja, para dar glória a Deus, então seu desejo foi meritório e espiritual. Se o bispo considerasse para qual finalidade recebeu o episcopado, então certamente era para que ele pudesse se tornar um pai para os pobres e um consolador e intercessor pelas almas, porque os bens do Bispo destinam-se ao bem das almas. Se seus meios são consumidos ineficazmente e desperdiçados de forma pródiga, então essas almas vão clamar por vingança sobre o servo injusto. Eu lhe direi a recompensa que virá por ter exercido o ministério de bispo. Será uma recompensa dupla, como diz Paulo, tanto corporal quanto espiritual.

Será corporal, porque ele é o vigário de Deus na terra e, portanto, é concedido a ele a honra divina por homens como um meio de honrar a Deus. No céu, será corporal e espiritual devido à glorificação do corpo e da alma, porque o servo estará lá com seu Senhor, devido tanto à forma como viveu como um bispo na terra quanto ao seu humilde exemplo pelo qual ele instigou os outros à glória de Deus juntamente consigo próprio. Todo aquele que tem a classificação e as vestes de um bispo, mas abandona o modo de vida episcopal, merecerá uma dupla desgraça.

Que poder do Bispo não deva ser vendido significa que o bispo não deve conscientemente cometer simonia ou exercer seu ministério pelo amor ao dinheiro ou aos favores humanos, ou para promover homens que sabe ser de mau caráter porque pessoas pediram-lhe para fazê-lo. Que a mitra não deva ser cedida a outros por causa de amizade humana significa que o bispo não deve dissimular os pecados dos negligentes ou deixar que aqueles quem ele pode e deve corrigir fiquem impunes, ou passar por cima dos pecados de seus amigos ignorando-os em silêncio devido à amizade mundana, ou tomar os pecados dos seus subordinados sobre as suas próprias costas, pois o bispo é sentinela de Deus.

Que o bispo não deve perder sua mitra por negligência, significa que o bispo não deve delegar a outros o que ele próprio deve e pode fazer mais proveitosamente, que ele não deverá, por amor a sua própria comodidade física, transferir para outros o que ele próprio é mais perfeitamente capaz de realizar, pois o dever do bispo não é descansar, mas trabalhar. Nem o bispo deve ignorar a vida e a conduta de quem ele delega as suas tarefas. Ao contrário disso, ele deve saber e analisar como cumprem a justiça e se eles se conduzem com prudência e sem cupidez em suas atribuições. Quero que saiba, também, que o Bispo, no seu papel como pastor, deve carregar um ramalhete de flores em seus braços para atrair ovelhas, tanto as próximas quanto as distantes, para correrem com prazer atrás de seu aroma.

Este buquê de flores significa as piedosas pregações do bispo. Os dois braços dos quais o buquê de pregação divina pendem são dois tipos de obras necessárias para um bispo, nomeadamente obras boas públicas e obras boas ocultas. Assim, as ovelhas próximas de sua diocese, vendo a caridade do bispo em suas obras e ouvindo-a nas suas palavras, darão glória a Deus através do bispo. Da mesma forma, as ovelhas distantes, ouvindo a reputação do bispo, vão querer segui-lo. Este é o mais doce ramalhete: não deve ter vergonha da verdade e da humildade de Deus, pregar a boa doutrina e praticá-la como se prega, ser humilde quando elogiado e devoto na humilhação de si próprio. Quando o bispo tiver viajado até o final deste caminho e atingir o portão, ele deve ter um presente em suas mãos para apresentar ao Rei das Alturas. Assim, pode ele ter em suas mãos um precioso vaso, um vaso vazio, para oferecer ao Rei das Alturas.

O vaso vazio a ser oferecido é o seu próprio coração. Ele deve lutar a noite e dia para que possa ser esvaziado de todos as vontades e o desejo de elogios efêmeros. Quando tal bispo é levado do Reino da glória, Jesus Cristo, verdadeiro Deus e Homem, virá para encontrá-lo juntamente com toda a legião de Santos. Então ele ouvirá os anjos dizendo: "nosso Deus, nossa alegria e todo o bem! Este bispo era puro no corpo, firme na sua conduta. É benéfico que devamos apresentá-lo a Ti, pois ele ansiava por nossa companhia todos os dias. Satisfaze seu desejo e aumente a nossa alegria pela sua vinda! " Em seguida, também, outros Santos vão dizer: “ Ó Deus, nossa alegria é tanto de Ti como em Ti, e precisamos de mais nada.

No entanto, nossa alegria é elevada pela alegria da alma deste bispo que ansiava por Ti, enquanto ele estava ainda conseguia ansiar por Ti. As doces flores de seus lábios aumentaram nossos números. As flores de suas obras consolavam aqueles que viviam longe e perto. Portanto, deixa-o alegrar-se conosco, e rejubila-Te por ele, por quem ansiavas-te tanto quando morreste por ele. " Finalmente, o Rei da glória dirá a ele: “ amigo, vieste apresentar-me teu coração esvaziado de sua vontade egoística. Portanto, irei preencher-te com a minha alegria e glória. Minha felicidade tua e tua glória em mim nunca cessará.”

Clique aqui para ler mais.
As Profecias e Revelações de Santa Brígida da Suécia

Vídeos Grátis
www.Igreja-Catolica.com
DVDs, Artigos e Livros Gratis!
FREE DVDs & VIDEOS
WATCH & DOWNLOAD ALL OUR DVDs & VIDEOS FOR FREE!